Yoga: conheça todos os benefícios que essa prática traz ao seu desempenho e vida!

As técnicas do yoga ampliam a capacidade respiratória e trabalham o alongamento de grupos musculares, que ficam encurtados pelos movimentos repetitivos da corrida. Músculos não alongados inibem o movimento das juntas, aumentando a possibilidade de lesões. Quem corre sabe que para melhorar o seu rendimento, é preciso aliar esta atividade com várias outras. Outras modalidades podem ajudar com vários fatores, como força e respiração.
A instrutora de yoga e corredora Wyly de Souza pratica há cinco anos e até hoje colhe os benefícios. “O yoga foi um fator determinante para que eu mudasse completamente de vida. Minha saúde não estava lá muito boa, tinha vícios e ciclo de convívio duvidosos, me alimentava super mal, meus pensamentos sempre destrutivos e pessimistas, além de ser bem agressiva no geral”, conta. Foi a partir daí que ela resolveu tomar as decisões certas. “Larguei meu emprego como publicitária, passei a me alimentar melhor, ter melhores hábitos e pensamentos, recuperei minha saúde física e mental. O yoga foi meu santo remédio”, completou.
Foto: Wyly de Souza/Arquivo Pessoal
Foto: Wyly de Souza/Arquivo Pessoal

Benefícios gerais

O yoga pode ser uma prática muito forte e segura para cuidar do seu corpo, mantendo-o saudável; assim como pode ser um caminho filosófico ou espiritual eficiente para a busca da própria felicidade. O yoga traz muitos benefícios para quem pratica, a instrutora explica alguns deles:
Ajuda a tratar ansiedade, ciúmes, síndrome do pânico, lesões, depressão, obesidade, distúrbios alimentares no geral, baixa autoestima, agressividade, entre outros. Fortalece: músculos que você nem sabia que existiam em todo o corpo. Previne e trata: lesões, Alzheimer, Parkinson, epilepsia, demência, quedas, labirintite, fibromialgia, entre outros. Aumenta: o equilíbrio, flexibilidade, força, controle. Melhora: sua percepção de mundo. Você passa a dar o devido valor às coisas, se estressando menos e aproveitando mais.
Foto: Nomad_Soul/Fotolia
Foto: Nomad_Soul/Fotolia

Benefícios para corredores

“É ideal para fortalecimento de articulações, por exemplo. O impacto causado pela corrida pode causar muitas lesões a curto ou longo prazo se não praticado adequadamente, além de distensões musculares, rompimentos, entre outros”, explica Wyly. Um bom alongamento e fortalecimento será essencial para melhor desempenho durante sua corrida, além disso o yoga também possui práticas respiratórias que vão aumentar sua capacidade pulmonar, o que evita que os músculos fadiguem tão rápido.
E claro, ainda existe o bônus controle + equilíbrio. Se você estiver correndo para valer, vai ver que fará toda a diferença naqueles 100 metros de prova! “Yoga é para todos e para atleta deveria ser pré-requisito”, afirma. “Existem as práticas mais tradicionais que recomendo, como é o caso do Hatha Yoga. Mas temos muitas variedades que podem ser benéficas para o corredor, como o caso do Vinyasa Yoga Flow, o Ashtanga ou mesmo o Iyengar”, explica a instrutora. Todos são muito bons e cada um tem uma característica específica. O importante é que o corredor encontre o tipo que mais lhe agrada e que fique atento para que a prática seja sempre segura. “Recomendo que busque professores bons, certificados e que sempre faça uma aula experimental antes. Se esse profissional demonstrar cuidado com o corpo dos alunos, segurança e domínio das técnicas, vá em frente!”, explica.
Foto: santypan/Fotolia

Foto: santypan/Fotolia

Contraindicações

“Para tudo nós temos que ponderar, mas no geral sempre há como praticar. As vezes será necessário alguma adaptação, mas yoga é para todos mesmo”. Apesar da liberdade da prática, existem apenas dois casos específicos que a professora recomenda maior cuidado: esquizofrenia e bipolaridade. Se você, seu aluno ou amigo/familiar sofrer de uma dessas patologias, é essencial que esteja bem medicado e assistido por um médico. Como o Yoga mexe com a mente, desconstruindo muitos fatores, não pode-se arriscar tirar o centro de alguém que já tem dificuldades de mantê-lo.

Quanto tempo de prática é o ideal?

O tempo que você puder! Se o dia está corrido, você pode fazer 15 minutos que já está valendo. Já vai acordar seu corpo e lembrá-lo que existe uma nova forma de se mover e concentrar acontecendo e isso já é muito positivo. “Para um corredor, acredito que uma hora de prática já é suficiente. Assim, ele mantém a concentração e foco, além de colher todos os benefícios da prática”, explica Wyly. Você faz a prática física preparando o corpo, a prática mental preparando a mente e a respiratória preparando a energia e o interior do corpo.
Foto: Rido/Fotolia
Foto: Rido/Fotolia
 Yoga pré ou pós prova?
“Os dois! Antes da prova, busque fazer a prática completa. Pode até ser mais breve, durando uns 40 minutos, mas não deixe de fazer. Alongue bem os músculos, prepare as articulações, se concentre e respire direito. Mantenha sua mente o mais limpa, focada e vá conquistar sua medalha!”, explica a instrutora.
“Após a corrida, faça uma prática mais leve e passiva. Relaxe os músculos, alongue e volte a preparar as articulações, assim você ajuda o corpo a se recuperar mais rápido e fica pronto para a próxima”, ensina. O importante é ter consciência de que o corpo e mente tem uma imensidão de possibilidades e que com calma, perseverança e controle de si, você pode alcançar objetivos cada vez maiores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gabriel Gameiro

Gabriel Gameiro

Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.

Ver todos os posts